Brain Fitness – Ginástica Cerebral

Treinamentos para um cérebro melhor

Fazer exercício é o caminho para alcançar um bom condicionamento, tanto físico quanto mental. Brain Fitness – Ginástica Cerebral se baseia na noção que o cérebro pode ser melhorado através de exercícios. Ganhar mais foco, concentração, ter uma memória melhor tem relação direta com o conceito de Neuroplasticidade, segundo o que as estruturas cerebrais não são “fixas”, podendo melhorar (ou piorar) a depender do quanto as utilizamos.

Brain Fitness TDAH Ginástica Cerebral

Malhação para o cérebro: Brain Fitness ajuda a vencer o TDAH

Segundo vários estudos científicos dos últimos anos, são inúmeros os efeitos benéficos em se treinar o cérebro. Seja para a população em geral e indivíduos já saudáveis, seja para quem tem necessidades especiais ou precisa melhorar seu desempenho. De fato, são muitos benefícios incluindo melhora do desempenho no trabalho, estudo e no funcionamento global. Até mesmo dirigir carros com maior segurança, clareza de pensamento e redução dos esquecimentos.

O cérebro precisa trabalhar. Pois tudo nele segue esta regra básica: usar ou perder. Para manter a cabeça saudável mesmo com a idade chegando, para alta performance – no trabalho, estudos e preparação para concursos ou vestibulares concorridos, não basta apenas usar o cérebro. É preciso malhar!

Todo mundo pode e deve praticar

Neste sentido, praticar ginástica cerebral é essencial quando há danos cognitivos ou transtornos, como rebaixamento intelectual (retardo), vários tipos de demências e envelhecimento patológico. Também importante para Doença de Alzheimer, depressão, insônia, esclerose múltipla, déficits mentais decorrentes de quimioterapia. Igualmente, alunos com dislexia e TDAH também apresentam melhoras.

Assim como quem tem algum déficit, adultos saudáveis conseguem melhor desempenho no trabalho, principalmente em memória operacional e capacidades de execução. Idosos, em geral, são muito beneficiados com ginástica cerebral. Até mesmo pilotos da Marinha Americana aumentaram a capacidade de manter o foco e resistir à fadiga, conforme um estudo científico bem conhecido.

Outro ponto importante: resultados muito bons foram encontrados em adolescentes com TDAH que estavam começando a dirigir carros. Eles se tornaram mais atendos, alertas, reagindo mais rápido a qualquer situação desafiadora ou de risco.

Ginástica para o Cérebro

Manter o cérebro em capacidades ótimas de funcionamento depende diretamente do quanto nos colocamos em situações de aprendizagem. A comida alimenta o corpo, o cérebro precisa aprender coisas novas, precisa ser desafiado. Ginástica cerebral regular pode ajudar muito a diminuir os déficits cognitivos do TDAH, ao fortalecer especialmente a atenção, memória e velocidade mental. Todas estas funções são altamente sensíveis aos efeitos de treinamento regular.

Melhorar a Atenção e Foco

A capacidade de prestar atenção tem vários componentes. Existe como Atenção Focada num único aspecto, o que é muito bom em várias situações. Há também a Atenção Dividida, quando é preciso prestar atenção em duas (ou mais) coisas ao mesmo tempo. Importa muito a capacidade de suportar o esforço da atenção por um bom tempo – esta é a Atenção Sustentada. E quem não precisa também ser capaz de recuperar a atenção quando precisa mudar para outro assunto (ou quando se distrai…)

Todas as formas de atenção dependem do bom funcionamento executivo. É preciso que o centro de comando e controle do cérebro esteja em sua melhor forma. Ainda mais quando a pessoa almeja um desempenho de excelência ou faz parte de algum grupo de risco (envelhecimento, déficits e transtornos).

Melhorar a Memória

Falta de memória é uma das queixas mais frequentes. O tipo de memória que mais sofre com TDAH, ansiedade e especialmente stress crônico é a Memória Operacional. Este é o tipo de memória que precisamos para acompanhar com mais facilidade uma conversa ou raciocínio mais longo ou elaborado. Bem como para começar um assunto sem se perder no meio, para se dispor a fazer algo sem esquecer no meio do caminho. Quem nunca foi até a cozinha, apenas para chegar lá e… “o que foi mesmo que vim fazer aqui”?

A memória operacional equivale à memória RAM do seu computador. Você precisa que ela tenha um bom escopo (um bom “tamanho”), para tornar possível manter as informações disponíveis, pelo tempo em que são processadas, trabalhadas. Ou seja, precisa dela durante o tempo em que  estiverem “em uso”, como parte de seus pensamentos e elaborações mentais conscientes.

Melhorar a Velocidade Mental

Velocidade de processamento é outra coisa que sempre incentivo as pessoas a treinar. Representa a capacidade de processar as informações e fazer rapidamente as coisas, sem precisar pensar demais sobre elas. Quanto maior a velocidade, maior a facilidade de pensamentos complexos e de aprendizagem, inclusive em situações de pressão. É bem bacana quando você consegue perceber que sua cabeça está mais rápida.

Outro aspecto de velocidade mental é o tempo de reação às situações. Ter respostas rápidas é uma das coisas que mais se admira, sendo um dos fatores mais relevantes quando se julga intuitivamente a inteligência de alguém. É essencial para ter sucesso nos estudos – especialmente em fazer provas sob pressão. Igualmente no trabalho, para participar de conversas, negociações e influenciar colegas na direção de seus pontos de vista. Imagine numa entrevista ou prova oral… demorar para responder…

Onde praticar Brain Fitness – Ginástica Cerebral

As melhores “academias” de Brain Fitness – Ginástica Cerebral não são lugares físicos. Devido à tecnologia e ao desenvolvimento enorme da computação em nuvem, podemos treinar o cérebro em praticamente qualquer lugar, a qualquer hora. São softwares muito sofisticados, boa parte deles oferecidos em plataformas online, que podem rodar tanto em computadores desktop quanto no próprio celular. Isto representa uma enorme vantagem, em termos de redução de custo e facilidade de uso – uma vez que se tenha internet, não há limite para a prática.

Academias Online

Há muitos sites que oferecem games online gratuitos, alguns de ótima qualidade, outros nem tanto. Os melhores programas tem seus games – os exercícios – alinhados em grupos, de acordo com as funções a serem treinadas. Também são desenvolvidos em parceria com neurocientistas, não apenas por programadores de games comuns.

O mais comum é ter acesso aos exercícios por meio de um sistema online, cadastrando-se como usuário gratuito ou pagando pelo serviço. De certo, as contas gratuitas tem várias limitações – apenas alguns tipos de treinamento estão disponíveis e não é permitido fazer avaliações de desempenho ou acessar gráficos comparativos de seu desenvolvimento.

Portanto, você realmente pretende alcançar um novo patamar de desempenho, utilize um serviço pago. São assinaturas mensais, com valores muito justos, diante do que se pode ganhar em retorno. Além disso, dependendo do plano que escolher comprar, poderá ter acesso a uma quantidade bem variada de exercícios na plataforma. Assim como gráficos de avaliação de desempenho e estatística de resultados, para comparar seu progresso – e também com outras pessoas da sua faixa etária! Por certo você quer saber se está indo bem ou… se precisa malhar ainda mais!

Eu recomendo aos meus pacientes investir numa assinatura Premium, a melhor que conseguirem encontrar. Se acaso não puder ou não quiser pagar pelo treinamento, use as versões gratuitas. Afinal, é melhor algum exercício do que nenhum. Mas, se estiver ao seu alcance, escolha uma versão paga.

A nova geração do Brain Fitness

Para alavancar ainda mais os resultados da sua Ginástica Cerebral, é essencial um treinamento feito sob medida para você. Da mesma forma como você pode ter um personal trainer para sua ginástica física, existe também o “Personal Brain Trainer”. Somente assim você terá a sequência de exercícios ideal para as suas necessidades, com feedback direto de um especialista. Sem dúvida, melhor que interagir apenas com uma máquina.

Várias das plataformas online afirmam que seus programas podem ser personalizados. Contudo, por serem totalmente automatizadas, o máximo que podem fazer é direcionar seus exercícios segundo uma lista pré-determinada. Não há nenhum acompanhamento verdadeiramente personalizado, um especialista de carne e osso que possa de fato ajudar na decisão sobre qual os melhores exercícios para você.

Para possibilitar aos meus pacientes todas estes benefícios, o IPDA inclui acompanhamento do desempenho em plataformas de Brain Fitness, como parte dos tratamentos presenciais e online.

Cuide bem do seu cérebro – você vai se surpreender com o quanto consegue se superar.

Cacilda Amorim – Psicoterapeuta & Coach Comportamental
Diretora do IPDA – Instituto Paulista de Déficit de Atenção
Idealizadora dos Programas Minha SuperAÇÃO
Background

É POSSÍVEL SUPERAR

Distração, esquecimentos, agitação, desorganização, baixo desempenho…
não precisam ser para sempre. Encontre a ajuda que você necessita.