Lidar bem com o TDAH - Déficit de Atenção / Hiperatividade ajuda o aluno evitando que ele atrapalhe o desenvolvimento da turma!

Como ajudar seu aluno? Veja as dicas neste artigo!

Alunos com TDAH

Entrevista com a Psicoterapeuta Cacilda Amorim, Diretora do IPDA - Instituto Paulista de Déficit de Atenção

Dicas para ajudar seu aluno sem traumas

Conheça alguns sinais do TDAH – Déficit de Atenção / Hiperatividade e saiba como proceder sem deixar que ele atrapalhe o desenvolvimento da turma. Agitação durante a aula, falta de atenção, problemas com o colega, desorganização com o material escolar, tarefas inacabadas.

Esses são alguns sinais de que o aluno pode sofrer de TDAH, o Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade, um transtorno neurobiológico de causa genética que pode atrapalhar o desempenho escolar dos alunos.

Alguns sinais do TDAH:

Distração, lentidão, impulsividade, desorganização, esquecimento, hiperatividade, explosões emocionais. Mas atenção: não faça nenhum diagnóstico e nem rotule a criança.

Criança distraída, hiperativa, impulsiva? E agora, será que é TDAH Infantil?

Faça o teste online para Déficit de Atenção e Hiperatividade Infantil - Resultados online com recomendações e orientações do IPDA Instituto Paulista de Déficit de Atenção

O que ele pode causar:

Uma criança com TDAH tem as mesmas habilidades e competências dos outros alunos. O que o professor deve saber antes de tudo é que não se trata de uma incapacidade de aprendizagem da criança, mas sim de um transtorno de atenção, o que faz com que ela não tenha um comportamento coerente com os outros alunos e tenha dificuldades de acompanhar o conteúdo ministrado em sala.

Na escola, esse déficit de atenção, quando age em conjunto com a hiperatividade em algumas crianças, pode influenciar diretamente a dinâmica das aulas, prejudicando o desempenho de outros alunos. Nesses casos a criança acaba se tornando um ponto permanente de dispersão para a classe, além de aumentar a possibilidade de estabelecer um vínculo negativo com o professor.

“Identificar o TDAH não é tão simples como parece: algumas crianças manifestam apenas as características de distração, esquecimento e lentidão, sem demonstrar hiperatividade”, afirma Cacilda Amorim, psicóloga, Psicoterapia comportamental e diretora do IPDA, Instituto Paulista de Déficit de Atenção. Ela alerta que essas crianças nem sempre chamam a atenção em sala de aula e às vezes passam despercebidas. “Todas as crianças têm pelo menos algumas dessas características, especialmente as menores. é preciso tomar cuidado para não colocar rótulos quando não se trata de um transtorno”, diz. 

Como identificar?

O TDAH pode ser verificado por meio da observação atenta do comportamento e da dinâmica que as aulas adquirem na interação com os alunos. Crianças muito agitadas, que não concluem as tarefas, frequentemente deixam questões em branco e não estudam com antecedência podem estar sofrendo com o transtorno. Comportamentos muito discrepantes para alunos de uma mesma idade podem significar um déficit de atenção, mas podem também ter outras origens como a dislexia, problemas emocionais ou déficits na alfabetização. É recomendável ter bastante cautela antes de estabelecer mudanças em relação a distúrbios causados pelo transtorno.

O que fazer?

Uma vez que haja a suspeita de sintomas do TDAH e que se verifique uma interferência no desempenho escolar causado pelo transtorno, o professor deve em primeiro lugar recorrer ao psicólogo da escola ou coordenador pedagógico. Eles poderão ajudar a decidir a maneira mais adequada de lidar com a turma.

Em conjunto com a coordenação da instituição, o professor pode seguir algumas orientações básicas que servirão para reduzir a influência do TDAH no desempenho do aluno em sala de aula:

  • Localização da carteira na sala: longe da porta e das janelas e mais próximo do professor. Não precisa ser obrigatoriamente na primeira fila.
  • Monitore a realização dos trabalhos, atividades e especialmente agenda: dar tempo extra, copiar a lição na agenda se for o caso e chamar a atenção em caso de distração são algumas medidas.
  • Reduza a quantidade de tarefas, se necessário, para que ela consiga realizar: construa uma história de sucesso.
  • Em provas, confira ao recebê-las: cheque se há questões em branco, mostre o que ela poderia refazer ou tentar melhorar.
  • Valorize os pontos positivos e combine consequências em caso de não cumprimento.
  • Nunca critique a criança, somente o comportamento indesejado.
  • Valorize o esforço, não os resultados.

Revista Guia Prático do Ensino Fundamental

Por Luciano Vanderley

Publicado em Midia em 24/09/2013  por Instituto IPDA. Última atualização: 26/01/2022

IPDA na Midia

Veja mais entrevistas e reportagens com a Dra. Cacilda Amorim, diretora do IPDA - Instituto Paulista de Déficit de Atenção

Portal IG - Delas - IPDA na Midia

Seu filho não presta atenção nas aulas?

Crianças com TDAH necessitam suporte e acompanhamento para aprender bem. Essencial o interesse no desenvolvimento da criança e manter boa comunicação com a escola.

Leia Mais...
Portal IG - Delas - IPDA na Midia

TDAH ou falta de limites – 9 Respostas que você procura

O diagnóstico preciso deve eliminar outras possibilidades e acompanhar a vida em família. Como saber se é um problema real ou se é apenas preguiça, birra ou falta de limites?

Leia Mais...
Direitos dos portadores de TDAH | IPDA na Midia - Jornal São Caetano Agora

Direitos dos alunos com Transtorno do Déficit de Atenção – TDAH

Diretoria de Ensino considerou retenção irregular. Crianças e jovens com TDAH tem direito a suporte diferenciado na escola.

Leia Mais...
Crianças com problema na escola - Folhinha

Criança com problemas na escola? O que você precisa saber!

Importante investigar o que pode estar acontecendo. Pode ser TDAH, dislexia, hipermetropia, astigmatismo, entre outros.

Leia Mais...
Tratamento natural da hiperatividade | IPDA na Midia - Globo Reporter

Hiperatividade Infantil – Mistérios do Cérebro

O diagnóstico dos médicos: Leonardo é hiperativo. A mãe rejeitou a idéia de tratá-lo com remédios e apostou na simplicidade de uma técnica de respiração para crianças com hiperatividade. O sono de Leonardo finalmente voltou

Leia Mais...
Ritalina e Educação no Brasil | IPDA na Midia - Jornal do Brasil

TDAH, Ritalina e Educação no Brasil

Ritalina: será TDAH – Déficit de Atenção ou a escola que é pouco atrativa e ultrapassada? Epidemia de crianças distraídas ou necessidade de rever a educação?

Leia Mais...

VOCÊ ESTÁ AQUI:

  • Home
  • Artigos
  • Midia
  • Atenção Professor: Seu aluno distraído e agitado pode ter TDAH

É POSSÍVEL SUPERAR

Distração, esquecimentos, agitação, desorganização, baixo desempenho… não precisam ser para sempre. Aqui está a ajuda que você necessita.

Conheça o IPDA - Instituto Paulista de Déficit de Atenção


REFERÊNCIA EM TDAH DESDE 2004

Centro especializada em TDAH – Déficit de Atenção. Transtornos isolados ou em comorbidades: Ansiedade, depressão, stress crônico, agressividade e impulsividade. Problemas profissionais, estudo / aprendizagem e relacionamentos. Referência tratamentos integrativos não-medicamentosos – Terapia Comportamental-Cognitiva TCC, Coaching Comportamental, Mentorias, Grupos online e cursos para adultos, mães e pais.

Chamar no Whatsapp
Olá, precisa de ajuda?
Escanear o código
Instituto IPDA
Olá, boas-vindas ao IPDA, como podemos ajudar? Me chama aqui no Whatsapp!
Success message!
Warning message!
Error message!