Depressão – Mais que apenas tristeza

A depressão é um transtorno de humor bastante sério, que ultrapassa um simples sentimento de tristeza, desmotivação e falta de esperança. Deixa você se sentindo triste, desanimado, sem força. Por serem problemas que podem prejudicar seriamente a qualidade de vida, os relacionamentos, a aprendizagem e a vida profissional, é essencial saber do que se trata e procurar ajuda. Comece aprendendo sobre os sintomas da depressão e depois da comorbidade com TDAH – Déficit de Atenção. 

Depressão
Bem mais que simplesmente “se sentindo triste”

Ter um bom “humor” é mais do que achar as coisas engraçadas. Envolve a disposição geral, o nível de energia física, a motivação, a capacidade de gostar e ter prazer com as coisas, situações e pessoas. O humor interfere também com o funcionamento mental, com tudo o que tem relação com aprendizagem, raciocínio e atividades intelectuais.

Quando o humor está rebaixado, o nome que se dá é depressão. Quando você sente triste, abatido, sem energia por muito tempo, é importante pesquisar se já passou do ponto. Pouco a pouco você vai sentido sem forças, mais apático e desmotivado. Sem vontade para nada. Até mesmo das coisas que anteriormente você gostava tanto. Todos estes são sintomas da depressão.

Neste contexto é que se deve entender o que é a depressão. Trata-se de um rebaixamento global nos níveis de humor, que afeta a disposição para fazer as coisas, a capacidade de ter alegrias e até mesmo o grau de energia física. Justamente por isto a depressão é mais do que uma simples tristeza ou chateação, que assim como chega, com o tempo passa. É um estado, algo que acompanha a pessoa por muito tempo; vem chegando pouco a pouco, tanto que pode demorar a ser claramente percebida.

Você se identifica com os sintomas de Depressão? Faça o Teste Online

O esforço que não dá resultado

Outro sintoma da depressão super importante é que a simples vontade de superar não dá resultado. Muitas pessoas fazem grandes esforços, para não se entregar, para tocar a vida adiante, apenas para descobrir algo que é maior que elas. O mal-estar causado pela depressão está fora do alcance voluntário – da mesma forma como não há nenhum gatilho específico que detone uma crise, tão pouco há alguma ação única que a pessoa possa fazer para se livrar dela.

Sintomas da depressão

A tristeza persistente é o sintoma mais conhecido. Como se diz: “Se sentindo triste”, um vazio por dentro. Porém, a tristeza não é o único sintoma. Inclusive, algumas pessoas com depressão podem não se declarar tristes. Outros sintomas bem comuns são a irritabilidade acima do comum para aquela pessoa, podendo chegar até mesmo a explosões de raiva. Além destes sintomas, fazem parte de quadros depressivos:

  • Cansaço físico muito elevado, quase prostração, que não melhora nem com descanso
  • Energia baixa e falta de motivação
  • Anedonia: Perda de capacidade de sentir prazer, inclusive sexual
  • Desesperança e desamparo
  • Sentimentos de pouco valor pessoal, baixa autoestima
  • Pensamentos negativistas, eventualmente até morte ou suicídio
  • Alterações cognitivas: memória e lentificação
  • Aumento ou perda significativa e abrupta de peso
  • Alterações de sono, para mais ou para menos: dormir muito ou insônia
  • Dores inexplicáveis pelo corpo

Depressão e TDAH

A comorbidade entre TDAH e depressão é bastante comum. Estima-se que indivíduos com TDAH tenham probabilidade 2.7 vezes maior de sofrer de depressão que a população em geral. Felizmente, há tratamentos bastante eficazes para ambos, que permite recuperar a qualidade de vida.

Justamente devido à sobreposição de alguns sintomas, é indispensável ter um excelente diagnóstico diferencial, que permita entender se, de fato, ambos estão presentes – já que a comorbidade implicará no tratamento de ambos os transtornos.

Depressão e TDAH tem sintomas comuns: esquecimentos, dificuldades de memória, problemas em manter-se motivado a realizar atividades até o final. Estes sintomas, especialmente queixas de memória e pouca motivação são muito característicos de quadros depressivos. Por isto é importante ter um bom diagnóstico, que permitirá saber se as queixas são decorrentes do TDAH, de depressão ou de ambos ao mesmo tempo.

Cacilda Amorim – Psicoterapeuta & Coach Comportamental
Diretora do IPDA – Instituto Paulista de Déficit de Atenção
Idealizadora dos Programas Minha SuperAÇÃO
Background

É POSSÍVEL SUPERAR

Distração, esquecimentos, agitação, desorganização, baixo desempenho…
não precisam ser para sempre. Encontre a ajuda que você necessita.