Por Cacilda Amorim - Atualizado 29/01/2022 - Publicado 28/01/2006

Por Cacilda Amorim

Atualizado 29/01/2022 - Publicado 28/01/2006

Evite riscos ao bebê. Cigarro na gravidez deve ser totalmente eliminado. A nicotina tem diversas substâncias tóxicas que alcançam o feto, podendo causar impacto negativo no desenvolvimento cerebral, além de redução no aporte nutricional. Álcool e substâncias tóxicas em geral devem ser evitadas.

Toxinas atravessam a placenta e prejudicam o desenvolvimento cerebral

Drogas fumo e alcool na gestação

Obstetras e outros especialistas sempre recomendam às gestantes que não bebam nem fumem. O uso dessas substâncias, mesmo que ocasional, é comprovadamente prejudicial ao feto. O álcool consegue atravessar a placenta e faz com que o feto receba as mesmas concentrações alcóolicas que a mãe. Já o cigarro causa isquemia placentária, ou seja, diminuição da circulação sanguínea na placenta, prejudicando a nutrição e a oxigenação do feto.

Problemas aparecem mais tarde, na idade escolar

A exposição a toxinas durante a gestação, como qualquer dos fatores que interferem na vascularização da placenta ou no desenvolvimento cerebral, representam riscos ao bebê. É ainda mais crítico porque os danos não são facilmente observáveis ao nascimento. 

Muitas vezes, apenas quando a criança está na escola, quando se espera dela melhor funcionamento cognitivo, é que as dificuldades são melhor percebidas.

Criança distraída, hiperativa, impulsiva? E agora, será que é TDAH Infantil?

Faça o Teste de Hiperatividade Infantil - Resultados online com recomendações e orientações do IPDA Instituto Paulista de Déficit de Atenção

Risco muito aumentado de TDAH

Em uma pesquisa, meninos e meninas com diagnóstico de TDAH foram comparadas a crianças sem diagnóstico, quanto ao histórico de consumo de álcool e fumo pelas mães, durante a gestação.

Os pesquisadores concluíram que as crianças portadoras do distúrbio foram 2,1 vezes mais expostas ao cigarro e 2,5 vezes mais expostas ao álcool quando ainda estavam no útero do que as não-portadoras. Não é necessário que a gestante tenha usado álcool e cigarro simultaneamente. O uso de algum deles durante a gravidez já é suficiente para causar danos ao feto.

SOBRE A AUTORA

Psicoterapeuta e Coach Comportamental
Diretora do IPDA – Instituto Paulista de Déficit de Atenção

CRP 06/61710

Mais artigos escolhidos para você

VOCÊ ESTÁ AQUI:

Conheça o IPDA - Instituto Paulista de Déficit de Atenção


REFERÊNCIA EM TDAH DESDE 2004

Centro especializada em TDAH – Déficit de Atenção. Transtornos isolados ou em comorbidades: Ansiedade, depressão, stress crônico, agressividade e impulsividade. Problemas profissionais, estudo / aprendizagem e relacionamentos. Referência tratamentos integrativos não-medicamentosos – Terapia Comportamental-Cognitiva TCC, Coaching Comportamental, Mentorias, Grupos online e cursos para adultos, mães e pais.

Success message!
Warning message!
Error message!