Lição de Casa: Três erros que os pais cometem

A tarefa escolar pode se tornar um campo de batalha entre pais e filhos. Há três erros que os pais mais cometem nesta hora, conheça para saber evitar.

Lição de Casa é sempre uma área crítica entre pais e filhos. Muitas cobranças, pressão de ambas as partes, ameaças, broncas, punições e brigas… Não apenas quando há TDAH, hiperatividade, problemas de aprendizagem ou um transtorno específico. Mas também quando é apenas birra, raro é encontrar famílias que não passem por este problema.

Lição de casa problemas com TDAH

Os TRÊS ERROS mais comuns dos pais e mães

Diante do filho que reclama, resmunga, recusa, esquiva, enfim… A atitude dos pais faz toda a diferença. Conheça os TRÊS ERROS MAIS COMUNS dos pais e mães, que transformam a lição de casa numa batalha sem fim.

Cacilda Amorim – Psicoterapeuta e Coach Comportamental
Diretora do IPDA – Instituto Paulista de Déficit de Atenção
CRP 06/61710
1

Erro No. 1: Eu também não gostava de lição e consegui “dar certo na vida”…

Primeiramente, alguns pais (sim, especialmente os PAIS) dão a entender que o mais importante na vida é “dar certo”. Ter uma profissão, ser um adulto responsável, enfim… “alguém” que conseguiu o que queria da vida.

E a lição de casa? Ora… se para mim (pai), deu certo mesmo sem muito estudo, para meu filho, “tão parecido comigo”, provavelmente será a mesma coisa. Ou seja, a mensagem passada aos filhos é que a LIÇÃO DE CASA, a ESCOLA … não precisam ser levadas tão a sério.

Apesar do que possam dizer, é incrível como pais (e também algumas mães)… sem intenção consciente, claro… acabam ensinando aos filhos como recusar a fazer as tarefas! Por exemplo, quando dizem: “Aah, eu também era assim quando pequeno, ele é igualzinho a mim”. Ou seja, tudo bem você ser como seu pai.

Não adianta dizer para o filho fazer as tarefas, brigar, colocar de castigo, se os próprios pais tem uma MORAL DUPLA. Pois, sem querer estará passando a imagem que o mais importante é se dar bem. Tudo bem se você tirar notas boas. A saber, para alguns pais e mães, realmente basta “ficar na média”.

Nesse sentido, estudar é apenas um meio para alcançar algo. Para ser um “bom adulto”, se dar bem, seguir adiante, ter uma profissão. Se acaso conseguiu tudo isto estudando pouco, não tem problema nenhum.

2

ERRO No. 2: Se tirar boas notas ou pelo menos ficar na média, está tudo bem…

Fazer as tarefas é essencial para consolidar a aprendizagem. De tal forma que os conteúdos passados nas aulas possam se fixar como memórias de longo prazo. Dominar os conteúdos acadêmicos depende de treino adicional, de repetições dos exercícios e de elaboração dos materiais das aulas.

Certamente inúmeras mães passaram pela situação de sua criança estudar, estudar e estudar na véspera das provas… ainda mais, com a ajuda a própria mãe ou de um professor particular. Decerto, com este esforço, conseguem uma nota melhor! E todos ficam satisfeitos, até que… depois de pouco tempo, a decepção. Tudo aquilo que foi estudado tão arduamente simplesmente desaparece.

Parece até mesmo um problema de memória – afinal, porque algo já aprendido sumiria de repente? A resposta é: não ocorreu aprendizagem verdadeira. Pois os conteúdos não foram adequadamente armazenados em memórias de longo prazo. Portanto, não são resistentes o bastante para sobreviverem ao esquecimento.

Por isso a LIÇÃO DE CASA é tão importante. É preciso praticar os conteúdos – revisando, fazendo resumos, exercícios. A fim que se criem memória de longo prazo estáveis, sinônimo de uma aprendizagem duradoura.

3

Erro No. 3: Recusar fazer “coisas chatas”…

Além dos conteúdos escolares e da aprendizagem formal, a lição de casa ensina muitas coisas a crianças e jovens. Mais que apenas aos jovens, ensina também aos pais que acompanham, cobram as faltas e festejam as vitórias com seus filhos.

Enquanto profissional, me vejo sempre estarrecida quando encontro pais vivendo como reféns de suas crianças. Sobretudo sem saber o que responder quando o filho resmunga “eu não quero fazer, é muito chato”.

A lição de casa ensina que há coisas que precisam ser feitas, independente de querermos ou não. Como resultado, ensina assumir responsabilidades, mesmo contra a vontade pessoal. De quebra, ensina a tolerar a frustração de não fazer o que se quer, do jeito que se quer e na hora que se quer.

Ainda mais, ensina que algumas coisas devem ser feitas em um momento específico – não quando quisermos, quando tivermos tempo, vontade ou “depois de terminar de jogar este vídeo-game”. Ensina que o que fazemos hoje – ou deixamos de fazer – terá consequências positivas ou negativas mais adiante. Portanto, fazer as tarefas de casa dá oportunidade de aprender a relação entre nossos comportamentos e as consequências de longo prazo.

Qual tipo de modelo de comportamento é você como mãe / pai?

Os pais erram quando dão maus modelos de comportamento. Quando eles mesmos reclamam de fazer coisas chatas, mas necessárias. Por certo, quando falam uma coisa e fazem outra. Com toda a certeza, inventam desculpas para adiarem, eles mesmos suas tarefas e deveres. Sobretudo são permissivos consigo mesmos.

Sem dúvida a criança aprende muito com os pais. Inegavelmente mais com as atitudes que com as palestras infinitas, sobre o que é importante para ser um bom adulto.

Enquanto pais e mães, temos a expectativa, grande e nobre, que nossos filhos se tornem independentes e capazes de assumir responsabilidades. Isto é algo para que os preparamos desde muito cedo, quando o pequenino chega em casa e vai fazer a liçãozinha.

Sim! É por meio destas pequenas atitudes que ele treina autonomia e auto-regulação. Idealmente, ao final deste processo, temos um adulto capaz de enfrentar com sucesso os desafios da vida profissional. Por isto, a lição de casa não é apenas “de casa”. Diríamos melhor, “lição de vida”.

PRECISA AJUDA COM SUA CRIANÇA?

Como lidar com crianças “quase” impossíveis
Curso online do Instituto Paulista de Déficit de Atenção. Para você ajudar sua criança hiperativa, distraída, desobediente, birrenta, com problemas escolares ou TOD – Transtorno Opositivo Desafiador.
Novas turmas em breve.
Cadastre-se para maiores informações

    … DÚVIDAS SE SUA CRIANÇA PODE TER TDAH?

    Faça um dos testes online para uma avaliação preliminar gratuita
    TESTE DE DÉFICIT DE ATENÇÃO - TDAH INFANTIL - TESTE RÁPIDO

    Teste básico para TDAH Infantil em duas partes: Distração e Hiperatividade / Impulsividade. Total 18 questões sobre desatenção, agitação, esquecimentos, impulsividade.

    Iniciar Parte 1
    TESTE DÉFICIT DE ATENÇÃO ADULTO DO IPDA

    Teste desenvolvido no IPDA – Instituto Paulista de Déficit de Atenção para TDAH Adulto. Teste completo – 30 questões sobre as mais relevantes áreas afetadas pelo TDAH Adulto.

    Fazer o Teste
    TESTE DE DÉFICIT DE ATENÇÃO - TDAH ADULTO - TESTE RÁPIDO

    Teste básico para TDAH Adulto em duas partes – Distração e Hiperatividade / Impulsividade. Sobre distração, esquecimentos, agitação mental, desorganização e outros.

    Iniciar Parte 1
    Sua criança é distraída, esquecida, agitada, desorganizada ou com notas baixas?
    Encontre respostas para suas dúvidas e a ajuda que você precisa.

    PODE SER TDAH INFANTIL

    Mais Artigos sobre TDAH e outros transtornos

    Conheça o IPDA – Instituto Paulista de Déficit de Atenção

    Referência em TDAH desde 2004

    Centro especializada em TDAH – Déficit de Atenção. Transtornos isolados ou em comorbidades: Ansiedade, depressão, stress crônico, agressividade e impulsividade. Problemas profissionais, estudo / aprendizagem e relacionamentos. Referência tratamentos integrativos não-medicamentosos – Terapia Comportamental-Cognitiva TCC, Coaching Comportamental, Mentorias, Grupos online e cursos para adultos, mães e pais.