Instituto Paulista de
Déficit de Atenção
Após um ano de terapia, eu aprendi muito sobre quem eu sou. Hoje, com 27 anos, eu sei que o que passei até o início desses 27 eu não vou conseguir mudar, e que a partir desse ponto eu (Eu posso e devo escolher) escolho o que quero para mim.


Aprendi a olhar minhas conquistas com mais valor e as derrotas / erros com menos peso. Aprendi que tenho uma tendência negativa e uma segurança que ainda precisa ser fortalecida. Sei que sou generosa com os problemas alheios e com os meus, só que sempre deixo a mim mesma em segundo plano.



Após um ano de terapia, enxerguei que sou forte e que dou conta das minhas escolhas. Enxerguei que nunca fui até o meu limite, não sei até onde eu posso chegar.

Aprendi a ponderar, a respirar, a enxergar e sei como driblar minha mente e seus boicotes alados.


Aprendi tudo isso agindo. Botando à prova e vendo com meus próprios olhos o que é real. O que realmente resulta da minha ação. Aprendi que é preciso agir ao invés de pensar e que as coisas andam sempre junto mas é preciso dar o valor certo para cada uma.



Sou mais feliz e certa de que essa felicidade é real.

Mais um ciclo se fecha e muitos irão se fechar e abrir na minha vida...

Muito obrigada ao IPDA e à  minha psicóloga!

C.D.S, 26 anos, fez tratamento com Psicoterapia Comportamental-Cognitiva. Depoimento ao final do tratamento.


Seguir

Compartilhar



Distração, esquecimentos, agitação, desorganização, baixo desempenho... não precisam ser para sempre.

É possível superar. Há muitas maneiras de melhorar sua qualidade de vida. Encontre a ajuda que você necessita.